25 de mar de 2011

Inutilidades do meu futuro

Hoje pela manha vim para o trabalho analisando muitas coisas da minha vida que cultivo para dar frutos no futuro e meio que sem querer reparei que sou um homem de poucas ambições.
Claro, todas minhas maiores ambições são coisas fúteis pois envolve dinheiro, coisas que apenas me fariam viver melhor, mesmo sendo um Post tão inútil e irrelevante para qualquer leitor curioso, vou divagá-las aqui, afinal, meu blog não é voltado para entretenimento publico.
Mas primeiramente, tenho que resolver alguns problemas atuais para dar um passo para os outros, que com meu salário e minha dedicação é possível resolver esses problemas ainda esse ano(ou não). Tenho uma filosofia bem pé no chão em relação a futuro e planejamento, ela é simples e vou dar um exemplo;

Você Pesa 300Kg e quer chegar a pesar 100 Kg.
O método é colocar como objetivo principal, não perder 200Kg,
e sim a perca de 5Kg por mês, assim em 3 anos e meio você terá alcançado seu objetivo inicial.
(eu gosto de usar metáforas, não sei porque)

Bom, foi a melhor forma para descrever aquela famosa frase “um passo de cada vez” , naturalmente você pode substituir o exemplo por, comprar um carro, uma casa, aprender filosofias, conquistar alguém, ou o contrario, enfim, você que tem que saber seus objetivos e ter o pé no chão para criar suas táticas, ou não. Alias, não siga meus conselhos.

Pois bem, descrito minha tática de dedicação de disciplina para alcançar meus objetivos, vou explicar dois dos meus planos atuais;

1º Quero Comprar uma Moto, porem, hoje eu tenho um boleto debaixo do meu travesseiro do
meu carro, e para ajudar, encontra-se parado na garagem, quebrado, alguns problemas no motor que vão sair uma facada violenta no tendão da cérebro arrumar isso, porem, isso é possível com minha renda atual (seu eu parar de comer) . Arrumando esses problemas sérios, conseguirei vende-lo e com essa grana recebida posso facilmente comprar minha Mirage 150.

2 º Quero comprar um Trailer (esse é um plano a longo prazo), já tenho casa, pequena e estrategicamente localizada na freguesia do ó, próximo de todas as pessoas que amo, mas, ter um Trailer seria fenomenal (para quem não sabe o valor de um usado é mais barato que um carro zero, pesquise no mercado livre). Imagine você juntar uma grana, e ficar na estrada durante um ano? Ou simplesmente arrumar um serviço que não exija sua presença física no local e você possa viver na estrada? Não seria fantástico? Viajar Forever Alone, eu e meu violão para qualquer lugar da américa do latina... mas, enquanto isso me contento com uma barraca de camping (rs).
E não, não sou hippie, adoro tecnologia, dinheiro, um banho quente, lucidez(de vez em quando), cabelos cortado e com gel, mas apoio totalmente os hippies e aquela parada de direitos iguais, paz e amor, e o respeito a todos, são padrões bem interessantes(e básicos) para a sociedade, mas isso é assunto para outro post.

Eu disse que era algo inútil de se ler, mas já que tu insiste, vou continuar.
Costumo ver algumas pessoas meio perdidas no tempo, eu não sei ao certo porque, mas talvez seja pela falta de ambições no futuro, pois mesmo que irrelevantes para o resto do mundo, acredito que você tem que ter alguns planos para adquirir algumas coisas, não só materiais, mas também aquelas necessidades básicas do ser humano como, arrumar uma boa companhia, cuidar da sua saúde e sua mente, ter algum objetivo também intelectual, expandir seus horizontes sem ter a mente totalmente aberta, até porque nem tudo que se absorve é útil.

Aprendi a programar meus sonhos, cada detalhe, cada passo e até mesmo meus erros imprevisíveis eu calculo alguma rota para voltar ao caminho que escolhi, mas eu posso até dizer que não escolhi meus sonhos, na verdade eu os descobri, descobri meus desejos e minhas necessidades e elas são básicas, sem aparentes exageros e bem plausíveis.
“Os outros podem ser até bem melhores do que eu” mas me descobri e assim sigo o caminho para me tornar o meu melhor Eu que posso ser, e aprendi tudo isso no silencio e na distancia, porque na vida tão importante quanto saber o que se quer é saber o que não se quer.
Eu tenho um caminho, eu tenho um rumo, eu caio, eu tropeço, eu esbarro nas paredes, perco a sobriedade, mas eu sei meu lugar, sei o meu ponto.
Uma vez, uma mulher me disse que eu posso qualquer coisa que eu quiser, na época eu não acreditei nela, mas hoje vejo que ela estava certa e que na verdade ela me conhecia melhor que eu mesmo, ainda sim, me sinto meio estranho em falar disso, pois é engraçado e diferente alguém acreditar no seu potencial e você mesmo perceber que a pessoa estava certa depois de algum tempo.
Enfim.

Tudo nesse texto é muito obvio e desinteressante, mas eu avisei que seria, por outro lado, é muito sincero e muito Humano, e isso me agrada.

Estranho não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eis aqui, um espaço para você, caro leitor não-ignorante, expressar a sua opinião e postar a sua conclusão final sobre determinado assunto apresentado no post acima. Sinta-se a vontade para digitar o que quiser. Mas tome cuidado para não defecar pelos dedos.